Família

Falar de família é algo complicado nos dias de hoje, não só porque nos expõe, como também nos pode fazer cair no ridículo. A vida tem altos e baixos e a compreensão da mesma perfaz um equilíbrio natural que todos deveriam poder ter, contudo não é fácil confraternizar com quem nos mete à margem por aquilo que temos material ou somos imaterial. A família não se escolhe, mas a que se tem, deve-se estimar. Pode ser de sangue ou então aquela que nos faz feliz e está presente em todos os momentos das nossas vidas. Essa sim é a verdadeira família. Considerei até à bem pouco tempo que a família fora do âmbito parental, aquela que se consagra e distingue como primos/as ou tios/as, de qualquer grau, deixaria de ter aquela importância subjectiva que sempre tivera a meu ver, pois o afastamento de parte a parte passou a ser uma triste realidade. Afastamento esse por meia dúzia de quilómetros originou se muito meia dúzia de palavras ao longo do ano. Hoje encontram-se quase todos representados nas redes sociais como "amigos" quem diria! Mas isso não me chega, e como tal, chegou o momento de me querer libertar de todos estes laços e prosseguir caminho, sem lamentar ou até sofrer! Tenho no meu coração cheio de alegria por todos aqueles que me querem bem! Também erro, pois sou humano! O conceito de família deve partir dos valores que nos são incutidos à nascença e não o que configura melhor na sociedade! Um beijo, um abraço, a cada um de voz!