Ilumina-me!

Custa-me muito viver sem ti! Estava habituado a ter te por perto, agora que estás longe de ti mesmo! Sinto-me sozinho num mundo cheio de gente, num mundo cheio de nada, num mundo só teu! O tempo passa e não me consigo habituar a esta ausência forçada, o orgulho é tramado e a confiança, ai essa confiança quebrou e jamais voltou, porquê? Pergunto-me eu! Capaz de unir e desunir mundos e fundos por ti! Achas que chegou a hora? Temo não ter uma resposta assertiva, capaz de satisfazer o nosso ego! A solidão dos nossos corpos, das nossas mentes, dos nossos olhares, dos nossos abraços! O que fazer perante dezenas de exclamações? e interrogações? Cumprir o acto, de ser um novo ser, renascido, talvez?! Sei que és a luz do meu caminho e que por vários motivos deixaste de brilhar; gostava de te abraçar e beijar a alma e dizer que está tudo está bem entre nós; é possível e não impossível como até a uns momentos atrás! Fala comigo não te resignes à solidão, manda-me sinais, não me esqueças, pois eu nunca te esquecerei!

Escreve-me para o meu apartado (email), aqui no teu lado direito!
Aguardo por ti.